Herança genética botafoguense

Nesta foto alvinegra, em preto em branco, vemos Paulo Medeiros, o pai do Paulinho Albuquerque, levando um papo com Heleno de Freitas e outros dois atletas botafoguenses.

Zuza Homem de Mello tem mais alguma coisa a dizer sobre essa foto…
” A foto foi feita provavelmente em Buenos Aires quando Heleno jogava no Boca Juniors.
O jogador entre Heleno e o pai do Paulinho é Yeso Amalfi, que jogava no meu tricolor São Paulo Futebol Clube. Por incrível que pareça Yeso não era titular, o titular era o argentino Antonio Sastre que deixou um rastro de saudade em sua época do SPFC. Yeso era o meia direita do time reserva, que também tinha o paraguaio Barrios na ponta direita. Era um timaço embora reserva.
Tanto que Yeso foi para o exterior e nunca mais voltou a jogar no São Paulo. De Heleno temos incontáveis histórias. Foi um de meus ídolos embora nunca o tenha visto em campo. O outro carioca também meu ídolo foi Zizinho que deu uma campeonato ao S. Paulo (57). Fiz questão de conhecê-lo pessoalmente em sua casa em Niteroi. Fomos Jairo Severiano e eu, passamos uma tarde inesquecível. Na parede atrás de sua cama, no quarto de dormir, havia a flâmula do clube do seu coração. Flamengo? Nada disso. São Paulo Futebol Clube.”
Anúncios

2 respostas em “Herança genética botafoguense

  1. Meu avô conviveu com estas feras todas: Heleno, Nílton Santos, Leônidas (em sua fase no Botafogo), Carlito Rocha… eita que sonho…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s